Justiça zera os votos de Raul Bueno e Pirapora terá novas eleições

Advertisement
Advertisement

Na última sexta-feira (16), o cartório de Barueri zerou os votos de Raul Bueno, eleito prefeito em outubro, com 50,37% dos votos. Com a decisão, pela nova lei eleitoral, a cidade de Pirapora do Bom Jesus terá nova eleição, em data a ser marcada pelo TRE.

Até a data da nova eleição, o presidente da Câmara, que será eleito no dia 1º de janeiro, assume interinamente o comando da cidade de quase 15 mil habitantes. À decisão cabe recurso no tribunal TSE.

Entenda o caso

Os votos de Raul Bueno foram zerados devido à cassação de seu registro. Isso se deu porque no momento da candidatura o registro da chapa foi deferido com recurso. Enquanto não houvesse este julgamento, Bueno estaria apto a disputar as eleições.

O indeferimento da candidatura se deu porque Raul Bueno teve contas de convênio rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. Desta forma, a candidatura foi barrada pela Lei da Ficha Limpa.

Veja também  Carnaval de Pirapora do Bom Jesus promete ser o maior da região

Caso diferente em Osasco

O clima de incerteza ronda a cidade de Osasco. Alguns acreditam que o mesmo poderia acontecer por aqui devido ao mandado de prisão, solicitado pelo Ministério Público, a Rogerio Lins, prefeito eleito com mais de 218 mil votos.

A situação é diferente, já que Lins não teve nenhum impedimento em sua candidatura. O processo em que é investigado é na esfera criminal. Neste caso, se o cabeça de chapa tiver alguma indisponibilidade para assumir, o vice-prefeito assume, no caso de Osasco, Ana Maria Rossi.

Avaliação média: 4.4
Total de Votos: 14

Justiça zera os votos de Raul Bueno e Pirapora terá novas eleições
Advertisement

Um comentário em “Justiça zera os votos de Raul Bueno e Pirapora terá novas eleições

  • 20 de dezembro de 2016 em 22:02
    Permalink

    Acho que o Raul tem que ser o prefeito afinal o povo votou

Fechado para comentários.