Prefeitura tem mais de R$ 170 milhões em dívidas. Fornecedores são os principais credores

Advertisement
Advertisement

Desde o primeiro dia de mandato, o prefeito Rogério Lins tornou pública a dificuldade financeira que o município irá atravessar. Não bastasse o orçamento da cidade, que diminuiu neste ano, a antiga administração deixou dívidas com fornecedores.

O corpo técnico e a equipe financeira, formada por Lins para fazer o levantamento quanto às dívidas da prefeitura, aponta que Osasco deve, hoje, pouco mais de R$ 170 milhões. Esta dívida atinge diretamente os fornecedores de produtos e serviços.

Além destes R$ 170 milhões, a prefeitura deve também R$ 750 milhões em precatórios. Ou seja, só com o pagamento destas dívidas, o orçamento de R$ 2,39 bilhões já está comprometido em 40%.

Estas dívidas com fornecedores atingem diretamente o funcionamento da máquina pública, já que compromete o abastecimento de combustível para viaturas e ambulâncias, o fornecimento de medicamentos e exames na área da saúde e a execução de obras e melhorias pela cidade. De acordo com o prefeito, em entrevista ao Diário da Região, empresas como a fornecedora de medicamentos ficaram até seis meses sem receber pagamentos da prefeitura.

Veja também  Papai Noel chega ao Super Shopping neste domingo

Uma das primeiras medidas, adotadas por Lins para tentar equilibrar as finanças do município, foi a portaria assinada determinando que cada secretário promova uma redução nas despesas com corte de 30% no quadro de funcionários comissionados.

Avaliação média: 4.8
Total de Votos: 17

Prefeitura tem mais de R$ 170 milhões em dívidas. Fornecedores são os principais credores
Advertisement