Moradores reclamam de falta de água antes do horário programado pela Sabesp

//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js
//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

Diversos leitores enviaram reclamações por meio de nosso Whatsapp e Fã Page do não cumprimento do horário da redução de pressão na rede, tecnologia praticada rotineiramente pelas companhias de saneamento para redução de perdas de água, em bairros da zona Sul e Norte.

O morador, Ricardo Oliveira, do Santo Antônio, comentou que o “O corte de água acontece às 21h30 e às 06h30 chega”, ele falou também que durante o dia também há interrupções do serviço.

Já Rose Araújo, do Veloso, relatou o mesmo problema em seu bairro. “Todos os dias no mesmo horário o serviço é interrompido às 21h30 e retorna às 06h”, disse Rose. Ela também informa que as vezes quando chega do serviço no início da noite não há mais água.

No jardim Aliança, Maria de Lourdes Bezerra, disse que o mesmo problema ocorre em sua região. “É sempre assim aqui e em outros bairros. Tive que buscar ajuda na ARSESP (Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo) para ter água”, explicou Maria.

No site da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) consta que os horários de redução onde nossos leitores reclamam ocorre entre 23h e 05h todos os dias, porém, segundo informações de diversos cidadãos, a empresa não cumpre com o informado no site. Questionado sobre essa situação, a empresa disse que “técnicos da companhia realizam testes sistematicamente para verificar as pressões na rede e ajustes são realizados para melhorar os níveis de pressão”, informou.

A Sabesp confirmou que existe adoção da medida. “Os bairros Santo Antônio e Jardim Aliança, em Osasco, encontram-se em área de gestão de pressão. O processo de recuperação da pressão segue os horários informados no site da Sabesp (das 23h às 5h), mas ocorre de maneira gradativa, o que pode ocasionar diferenças para alguns pontos mais altos e distantes dos reservatórios, onde o restabelecimento na distribuição de água pode levar maior tempo”, disse em nota.

Veja também  Papai Noel, Circo, Coral e Dança. Confira a programação do Natal da Prefeitura de Osasco

Quanto ao desabastecimento diário a companhia “reforça importância de os clientes terem caixa d’água em casa e usarem a água de maneira racional, para que ela não falte”, completou em nota.

Procurada a Arsesp não retornou os contatos da reportagem sobre a fiscalização da estatal na cidade.

O que a redução de pressão
Com a forte estiagem ocorrida em 2014/2015 a redução de pressão foi intensificada, que é uma tecnologia praticada rotineiramente pelas companhias de saneamento para redução de perdas de água, sendo uma parte importantíssima da estratégia da Companhia para o enfrentamento da crise hídrica, com o objetivo de evitar a exaustão dos reservatórios e contribuir para a manutenção do abastecimento até a normalidade das chuvas.

Com o avanço dos equipamentos hidráulicos e da transmissão de dados, é possível acompanhar em tempo real a quantidade de água utilizada em uma determinada região e calibrar remotamente a pressão existente na tubulação local para reduzir a quantidade de água perdida em vazamentos e fraudes. A Sabesp já aplica esta tecnologia na rede de abastecimento da Grande São Paulo desde a década de 90.

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 18

Moradores reclamam de falta de água antes do horário programado pela Sabesp
Almoço Mágico - Rock & Ribs
//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js
Almoço Mágico - Rock & Ribs
//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js