Ministério Público pede intervenção no Unifieo

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) ajuizou, na segunda-feira, 10, uma ação civil pública com pedido de liminar visando a intervenção na Fundação Instituto de Ensino para Osasco (FIEO) que administra o Centro Universitário FIEO.

O MP entende que houve má gestão na Fundação ocasionando um total colapso da instituição. A Promotoria investiga Fundação desde 2016.

A Promotoria pede, liminarmente, o afastamento de todos os diretores da instituição rapidamente devido ao caos da faculdade. A decisão cabe ao juiz da 4ª Vara Cível da cidade.

Desde o ano passado o Centro Universitário passa por uma enorme crise financeira gerando atrasos nos pagamentos de docentes e funcionários além de outras dívidas. Diante do não pagamento dos salários mais de 100 professores entraram em greve e foram demitidos após reconduzidos ao cargo após decisão judicial e no último dia 30 de junho demitidos novamente.

Procurada o Unifieo não se manifestou até o fechamento desta edição.

Sobre a FIEO

A FIEO – Fundação Instituto de Ensino para Osasco foi instituída em 26 de outubro de 1967. É uma Fundação privada, que se dedica ao ensino e hoje mantém o UNIFIEO – Centro Universitário FIEO com mais de 60 cursos.

A Fundação instituiu a Faculdade de Direito, iniciando sua atividade didática em junho de 1969, com 118 alunos na primeira turma.

Veja também  Feira gastronômica "Sabores de Oz" acontece neste fim de semana

A Faculdade de Administração de Empresas foi autorizada a funcionar em maio de 1972 e foi chamada de Faculdade de Administração de Empresas Amador Aguiar. O empresário prestou seu apoio à iniciativa da Instituição.

O primeiro curso da Faculdade de Informática – Processamento de Dados – foi autorizado em setembro de 1985.

Em 1986, incorporou a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Prof. Carlos Pasquale, localizada em São Paulo e integrou suas Faculdades numa estrutura mais próxima à usada pelas Universidades. Criou, então, as Faculdades Integradas de Osasco.

Em novembro de 1998, as Faculdades Integradas de Osasco transformaram-se em Centro Universitário FIEO, com a criação de diversos cursos.

São seus Instituidores, e até hoje dirigem a entidade mantida os Professores Luiz Fernando da Costa e Silva, Promotor de Justiça e José Cassio Soares Hungria, Procurador de Justiça, aposentados da Justiça do Estado de São Paulo. O Dr. Luiz Carlos de Azevedo, Desembargador, Instituidor da FIEO, trabalhou no UNIFIEO até seu falecimento, em março de 2011.

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 17

Ministério Público pede intervenção no Unifieo