Hospital Antônio Giglio adota novo procedimento de atendimento

Os primeiros benefícios da nova gestão do Hospital Municial Central de Osasco (Antônio Giglio) começam a ser implementados. A gestão da Fundação ABC começou no final de abril e acabou de implantar um novo modelo de atendimento que irá priorizar casos de urgência e emergência. Conhecido como Protocolo de Manchester o sistema internacional é utilizado para classificação de usuários de acordo com a gravidade de seu quadro clínico. Com isso serão priorizados os atendimentos aos pacientes em estado mais crítico, atendendo as recomendações da OMS e o Ministério da Saúde.

O Protocolo de Manchester já está em funcionamento tanto no pronto-socorro adulto quanto no pronto-socorro infantil do Hospital Antônio Giglio. A mudança no sistema de atendimento é considerada pela nova Diretoria do Hospital como uma ação prioritária que visa garantir que os pacientes que estão sofrendo intensamente, com risco de morte ou quadro clínico agravado tenham preferencia no atendimento.

Hospital Antonio Giglio
Hospital Antonio Giglio

Desta forma o atendimento no Hospital é otimizado e tem como beneficio um aumenta da confiança do paciente em relação assistência prestada através da garantia do atendimento imediato aos casos mais graves.

“Os pacientes que chegam ao pronto-socorro passam por avaliação prévia com enfermeiros capacitados à aplicação do Protocolo de Man­chester. Nesse momento é feita a classificação do risco, que é separada por cores e tem cinco níveis de intensidade”, explica o superintendente do Hospital Central de Osasco -FUABC, Dr. Alessandro Neves.

Os pacientes que dão entrada no Hospital Antônio Giglio são classificados através de cores onde vermelho é para casos gravíssimo onde o atendimento é imediato. Laranja onde o caso é classificado como grave e o atendimento e o atendimento é muito urgente , verde para casos urgentes de gravidade moderada mas sem risco imediato e azul onde os pacientes poderão aguardar um tempo maior para o atendimento.

“É importante salientar que todos os casos que chegarem ao pronto-socorro continuarão a ser atendidos, independentemente da gravidade. Porém, com o Protocolo de Manchester, avançamos no sentido de organização das equipes assistenciais e na própria qualidade da assistência, ao identificarmos os casos mais complexos e que, de fato, precisam ter prioridade no atendimento”, acrescenta Dr. Alessandro Neves.

O Hospital Antônio Giglio atende atualmente em média 700 pacientes diariamente. Com a nova gestão os funcionários do hospital irão passar por uma capacitação profissional promovida pela Fundação ABC, para desta forma agilizar o atendimento e atender as demandas da cidade.

Publicidade

2 comentários em “Hospital Antônio Giglio adota novo procedimento de atendimento

Fechado para comentários.

Enable Notifications.    Ok No thanks