Denúncia sobre morte de bebê no Amador Aguiar pode ser falsa

Na tarde deste sábado (22), um grupo sobre a cidade de Osasco, com cerca de 15 mil membros, recebeu uma grave denúncia sobre um bebê, que teria vindo a óbito, na Maternidade Amador Aguiar.

De acordo com a publicação, de uma usuária do grupo, uma sucessão de erros médicos causou a morte do bebê. Entramos em contato com a autora da denúncia, pedindo informações sobre o caso e o nome da paciente. A autora da denúncia disse não querer expor a paciente, pois assim foi instruída pelo advogado do pai da criança.

Denúncias ganhou as redes neste sábado (22)

Nossa reportagem tentou então contato com a prefeitura de Osasco, pois a Maternidade tem um livro de registros sobre cada bebê que vem a falecer na unidade. Curiosamente, não consta nenhum óbito durante este final de semana.

Ainda em busca de informações, constatamos que, desde o momento da publicação, o secretário de saúde, José Carlos Vido tem tentado contato com a família, para que o caso seja apurado, mas também sem sucesso.

Lembramos que a falsa denúncia é crime e está sujeita às sanções legais.