Celso Giglio apresenta projeto para acabar com ensino à distância na área da saúde

Advertisement
Advertisement

O projeto de lei do Deputado Estadual Celso Giglio, que proíbe o ensino a distância (EAD) nos cursos superiores voltados à formação na área da saúde, começou a tramitar na Assembleia Legislativa.

Para formular o projeto, o deputado ouviu diversos conselhos regionais e profissionais da área, tais como: Biologia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Psicologia e Serviço Social. No total, são 22 conselhos de profissionais.

“Sou médico, como sabem, e por isso sempre digo que é preciso tocar o paciente, saber ouvi-lo, prestar atenção a detalhes de seu comportamento e isso não pode ser feito através de uma tela de computador”, disse o deputado.

Celso Giglio ainda falou sobre o ensino à distância, de uma maneira geral. “Um esclarecimento importante: quando surgiu, em 2005, o ensino à distância se destinava a aumentar o grau de acesso dos estudantes a cursos superiores em áreas distantes dos grandes centros universitários. Essa boa ideia, no entanto, nem sempre se aplica, sobretudo quando o assunto é saúde, atendimento médico” frisou Celso Giglio.

Veja também  Aprovado PL da Deputada Renata Abreu, que obriga registro de violência contra a mulher, em prontuário médico

Se você tem interesse em conhecer o projeto, basta acessar: http://www.al.sp.gov.br/alesp/projetos/?tipo=1&ano=2017

Agora, o projeto precisa ser aprovado pelos deputados e, se aprovado, ser sancionado pelo Governador Geraldo Alckmin.

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 15

Celso Giglio apresenta projeto para acabar com ensino à distância na área da saúde
Advertisement

3 comentários em “Celso Giglio apresenta projeto para acabar com ensino à distância na área da saúde

  • 26 de fevereiro de 2017 em 12:40
    Permalink

    A grande maioria dos médicos se quer olham para cara do paciente.

  • 27 de fevereiro de 2017 em 03:26
    Permalink

    Se for SÓ NA saúde TUDO BEM

  • 27 de fevereiro de 2017 em 08:46
    Permalink

    Concordo. Para área da saúde não deveria existir ensino a distância.

Fechado para comentários.