Auditoria em Araçariguama aponta superfaturamento de até 2589% em medicamentos

Advertisement
Advertisement

Sempre que um novo governo assume uma prefeitura é normal que a nova administração avalie contratos e repasses a prestadores de serviço. A prefeita de Araçariguama, Lili Aymar, determinou a formação de uma auditoria para fazer este detalhamento nas contas, principalmente, relacionados à área da saúde.

O relatório preliminar deste levantamento foi entregue, nesta sexta-feira (3). Nele, contratos e notas fiscais de compras de medicamentos revelam que houveram irregularidades na gestão anterior. Para comparar os preços, a comissão de auditoria utilizou a tabela BPS do Ministério da Saúde, que pode ser acessada aqui.

De acordo com o relatório, em 2016, a Secretaria de Saúde da cidade realizou compras de medicamentos, que totalizaram R$ 697.696,00. Caso os mesmos itens fossem adquiridos usando a tabela do Ministério da Saúde como base de preços, o montante gasto seria de apenas R$ 186.209,08.

Veja também  O que é a Caxumba? Conheça os sintomas e tratamentos

Em média, os preços ficaram 342% acima da tabela. Alguns itens como o Mesilato Doxazosina, usado para tratar hipertensão arterial, tiveram superfaturamento de 2589%, se comparados com a tabela do Ministério da Saúde. Ou seja, o item que tem valor médio de R$ 0,08 foi adquirido pela Prefeitura de Araçariguama, em 2016, por R$ 2,18.

Tabela fornecidas pela Prefeitura de Araçariguama mostra variação nos preços dos medicamentos.

Agora, este relatório será enviado para a Secretaria de Assuntos Jurídicos, que posteriormente oferecerá a denúncia ao Ministério Publico, para que este investigue o caso.

Avaliação média: 4.4
Total de Votos: 17

Auditoria em Araçariguama aponta superfaturamento de até 2589% em medicamentos
Advertisement