Vandalismo faz CPTM gastar mais de R$ 611 mil na Linha 8

A Companhia Paulista de Trens Metropolitano (CPTM) gastou R$ 611 mil com substituição de para-brisas na Linha 8-Diamante, que liga Itapevi a Júlio Prestes, na Capital. Além de tirar a composição de circulação para manutenção, os reparos causados por esses atos representam valores consideráveis no orçamento da Companhia.

Somente nos seis primeiros meses deste ano já foram trocadas 61 peças, ao custo de R$ 908,8 mil.

A frota da Linha 8 é composta exclusivamente por trens novos da série 8000 e cada substituição de para-brisa custa cerca de R$ 14,8 mil.

Já a Linha 9 – Esmeralda, que liga Osasco à Jurubatuba, são seis ocorrências desta natureza.

Segundo a CPTM, os vândalos atuam geralmente de fora da faixa ferroviária, em cima de viadutos e nos trechos em que há comunidades lindeiras, dificultando a ação dos agentes de segurança.

Veja também  Júri condena ultimo PM envolvido na chacina em 2015 a mais de 100 anos de prisão

Prevenção

A CPTM investe em segurança a fim de inibir a ação dos vândalos. Para isso, reforça o patrulhamento ostensivo e preventivo no interior das composições, organizando rondas 24 horas/dia nos 260 km da malha ferroviária, além de blitz e operações especiais com a participação da Polícia Militar e Civil. Em casos de denúncias, o anonimato é garantido. A empresa pede a colaboração dos usuários e os orienta a procurar os funcionários nas estações ou comunicar o fato através de SMS para o Disque Denúncia pelo telefone 9 7150-4949 ou ao Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), pelo 0800-0550121, ligação gratuita.

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 17

Vandalismo faz CPTM gastar mais de R$ 611 mil na Linha 8