Presos de São Paulo irão fabricar máscaras para proteção contra coronavírus

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou durante coletiva na tarde desta terça-feira (24), que os detentos do sistema prisional de São Paulo, irão, a partir desta quarta-feira (25) fabricar máscaras de proteção para serem usadas no combate ao coronavírus.

“Deliberamos junto ao sistema prisional, comandado pelo coronel Nivaldo Restivo [secretário da SAP], que está aqui ao meu lado, a partir de amanhã aqueles que estão no sistema penitenciário vão produzir 320 mil máscaras de proteção contra o coronavírus. Serão 26 mil peças por dia nas fábricas adaptadas do sistema prisional de São Paulo, seguindo os critérios sanitários, os critérios de confecção para produção destas máscaras que terão um custo para o governo de São Paulo de R$ 0,80 por peça”, disse o governador.

Veja também  66% dos pais aderem a suspensão das aulas em Osasco

As máscaras estão em falta desde o início do ano após a doença na China se espalhar.

Advertisement