Prefeitura suspende atendimento do Portal do Trabalhador por tempo indeterminado

Advertisement
Advertisement

O Portal do Trabalhador, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão, conta com duas unidades na cidade. Uma na Avenida João de Andrade, no Santo Antônio e uma no Centro, localizada na rua Fiorino Beltramo, atendendo centenas de trabalhadores, todos os dias.

A prefeitura alega cortes financeiros por parte do Ministério do Trabalho, que não estaria fazendo o repasse de recursos provenientes do SINE (Sistema Nacional de Emprego), desde 2014.

O Portal do Trabalhador terá atendimento até o dia 16 de dezembro. Após a data, o espaço será fechado, até que a nova gestão assuma e decida o que fazer. Este é mais um serviço na cidade que tem atividades suspensas na cidade, por falta de recursos.

Veja também  Avenida Visconde de Nova Granada recomeça obras de duplicação

Vale lembrar que o Portal do Trabalhador foi uma das conquistas anunciadas por Lapas, durante a campanha. Se o resultado das urnas fosse outro, o espaço poderia manter o funcionamento? São questionamentos que vêm das ruas e que surgem com o clima de fim de feira que toma conta da cidade.

Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 20

Prefeitura suspende atendimento do Portal do Trabalhador por tempo indeterminado
Advertisement

3 comentários em “Prefeitura suspende atendimento do Portal do Trabalhador por tempo indeterminado

  • 15 de dezembro de 2016 em 00:47
    Permalink

    Com esta crise já não há emprego, iram abrir vagas na câmara , funcionários fantasmas, osasco está cada vez pior, nunca pensaram na população não seria agora que iriam pensar, claro que o salário deles continua aumentando cada ano que passa, e assim continuamos elegendo ladrões, corruptos , quem irá assumir a prefeitura de Osasco, pode ser que o prefeito eleito governe de dentro do presídio, isso já é normal.

  • 20 de dezembro de 2016 em 07:43
    Permalink

    E quando teremos um novo prefeito?

  • 5 de janeiro de 2017 em 13:35
    Permalink

    Ridículo, no minimo priorizar saúde, segurança e emprego…

Fechado para comentários.