Mais de 11 mil famílias da Zona Norte de Osasco serão beneficiadas com obras no Braço Morto do Tiête

Advertisement
Advertisement

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, visitou na terça-feira, 24/9, as obras de canalização do Braço Morto do Rio Tietê, que estão na altura da Rua Manaus, no Jardim Rochdale. A canalização integra um amplo projeto de urbanização, realizado com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2), do governo federal.

As obras compreendem uma extensão de 2.420 metros e até o momento foram canalizados mais de 1.200 metros. Para a realização das obras, as 300 famílias que viviam às margens do Braço Morto foram removidas primeiro para o Bolsa Aluguel e parte delas foi alocada no Conjunto Residencial Miguel Costa, construído em Quitaúna e que conta com 960 unidades, destinadas aos moradores do Rochdale, Jardim Santa Rita e da área onde foi erguido o conjunto.

Além da canalização, o projeto prevê também a abertura de duas vias paralelas à margem do rio, que farão a ligação entre as avenidas Presidente Médici e Presidente Kennedy, construção de áreas de lazer e entrega de equipamentos públicos como um centro comunitário e a UBS do Rochdale, em construção.

Veja também  Chacina em Osasco deixa moradores da zona norte em pânico

As intervenções deverão beneficiar cerca de 11 mil famílias dos bairros Jardim Canaã, Aliança e Rochdale. “As obras avançaram mais nos últimos meses do que em todo o período de gestões anteriores”, informou o prefeito.

Acompanharam a visita, o secretário adjunto de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Michel Conde, e o diretor de Projetos e Obras da Habitação, Eduardo Muzzolon.

Avaliação média:
Total de Votos:

Mais de 11 mil famílias da Zona Norte de Osasco serão beneficiadas com obras no Braço Morto do Tiête
Advertisement