Governo de SP anuncia reabertura econômica a partir do dia 11

No início da tarde desta quarta-feira (22) o governador de São Paulo, João Doria, anunciou a reabertura gradual da economia em todo o estado a partir do dia 11 de maio.

A medida, que flexibilizará o isolamento social, será feita em etapas onde cada região terá uma autorização específica. “Numa pandemia como essa, quem determina os nossos passos são a saúde e a medicina. A saúde e a ciência e assim continuará a partir de 11 de maio, após o término da atual quarentena que vai até 10 de maio. Vamos levar em conta situações locais, regionais e setores que possam retornar a economia com as devidas medidas de proteção”, disse Doria.

De acordo com o anúncio, o Governo de São Paulo, irá monitorar os leitos disponíveis nos hospitais de cada região diariamente, desta forma será possível definir ou não afrouxamento nas medidas restritivas.

“Primeiro passo é segmentar os municípios de acordo com a situação da pandemia, capacidade do sistema de saúde. Nós receberemos da Saúde [secretaria] a definição de quais os critérios chave, meta de número de casos, quantidade de leitos, testes para sintomáticos e suspeitos. Aqui, vamos precisar de uma colaboração muito grande do setor privado da testagem massiva em grandes empresas, em grandes ambientes econômicos. Nos trabalharemos em conjunto para que as regiões sejam definidas por níveis de risco. Teremos três níveis de risco: zona vermelha, zona amarela e zona verde. Lembrando que hoje nós temos todas as regiões entre a vermelha e a amarela. Para estar na zona verde, nos precisamos alcançar um baixo número de casos, baixa ocupação de leitos de UTI, testes disponíveis para sintomáticos e suspeitos, e protocolos setoriais implementados”, afirmou Patrícia Ellen, secretaria do desenvolvimento econômico do estado.

Veja também:  Homem é preso pela GCM após se masturbar em ônibus no centro de Osasco
Calçadão de Osasco é o segundo maior comércio a céu aberto do país.

Plano São Paulo

Batizada de “Plano São Paulo” a medida de reabertura da economia será a responsável por autorizar (ou não) a abertura do comércio, dependendo da situação específica de cada cidade ou região do estado.

O governo de São Paulo ainda não detalhou quais estabelecimentos poderão voltar a funcionar, atendendo as recomendações do estado, já a partir do dia 11 de maio.

Publicidade