Emídio pede ao Governo de SP auxílio emergencial aos transportadores escolares

Emídio de Souza (PT), deputado estadual, pediu através de indicação do Governo do Estado de São Paulo, a elaboração e concessão de um auxílio emergencial aos motoristas de transportes escolares de São Paulo. No documento encaminhado pelo parlamentar, ele lembra que a categoria não teve direito aos auxílios emergenciais do governo federal e que foi uma das primeiras prejudicadas pela pandemia do novo Coronavírus.

A categoria foi uma das primeiras a parar e deve ser a última a voltar, vez que o retorno das aulas só está previsto para setembro e mesmo assim de maneira parcial. Para agravar ainda mais a situação a categoria não tem direito ao auxílio emergencial do Governo Federal, de maneira que muitos não tem como pagar as contas cotidianas e sustentar a família e muitos, inclusive, já perderam os veículos financiados, ficando sem o seu ganha-pão mesmo após o fim da pandemia, pois não conseguem manter os pagamentos”, justificou Emídio em sua indicação.

Transporte escolar foi um dos primeiros a parar em virtude da pandemia do coronavírus

O tema também foi destaque do Bom dia São Paulo da Rede Globo, entrevistado o Diretor do Sindicato do Transporte Escolar, Oswaldo Luiz dos Reis Filho, afirmou que os transportadores estão passando por dificuldades. “Nós estamos assim sem rendimento, sem trabalho e o escolar tá necessitado, está muito difícil pra nós. Hoje nós somos, no estado de São Paulo, 44 mil escolares e todos na mesma situação.”, finalizou o diretor.