Para Emidio, o maior desafio de Rogério Lins será acomodar aliados tão diferentes.

Fizemos um bate-bola com Emidio de Souza, ex-vereador, deputado estadual, por duas vezes prefeito de Osasco e atual presidente do PT no Estado de São Paulo, abordamos a saída de Lapas de seu partido, os desafios de Rogério Lins à frente da prefeitura e quais os próximos passos do PT para o futuro.

ON: Emidio, você acredita que a saída de Lapas do PT não tenha sido absorvida por toda a cidade?
Emidio: Não creio que a saída dele tenha tido o impacto que se esperava.

img_7774

ON: Quais os primeiros desafios que Rogério Lins terá à frente da prefeitura?
Emidio: O Rogério terá que acomodar aliados tão diferentes e formar um governo de Renovação que prometeu para a Osasco. Espero que consiga ter habilidade para isso.

Veja também  Rogério Lins e funcionários apresentaram documentos comprobatórios de desempenho da função, diz nota

ON: Por fim, quais suas pretensões para os próximos anos? Acredita ser possível resgatar o PT e devolver ao partido o prestígio que teve, principalmente em Osasco, durante seus dois mandatos?
Emidio: O grande desafio do próximo período é recuperar a credibilidade que o PT já teve em Osasco, e no país, e reunifica-lo, defender o legado das nossas administrações. Avaliar, reconhecer eventuais erros e se reconstruir para o futuro.

Ao longo dos próximos dias iremos trazer entrevistas com outras lideranças políticas de nosso município.

Avaliação média: 4.4
Total de Votos: 17

Para Emidio, o maior desafio de Rogério Lins será acomodar aliados tão diferentes.