Conselho de Ética do Paraná conclui que jornalista da Veja cometeu plágio 

Depois de receber denúncias de vários veículos de comunicação pedindo apuração sobre denúncias de plágio, o CEP (Conselho de Ética do Paraná) investigou e comprovou que a jornalista da Veja, Joice Hasselmann, plagiou 65 reportagens escritas por 42 pessoas diferentes, somente entre os meses de junho e julho de 2014. O processo contra a jornalista tem mais de 100 páginas.

A notícia veio à tona nesta terça-feira (23), através do SindijorPR (Sindicato dos Jornalistas do Paraná) que decidiu impedir, de forma definitiva, o ingresso da jornalista da Veja, Joice Hasselmann, no quadro da entidade, depois de comprovadas as práticas de plágio. Desta forma, a jornalista não poderá mais utilizar serviços e benefícios concedidos pela entidade para outros profissionais da área.

Jornalista da Veja, Joice Hasselmann é acusada de plágio. (Veja.com)
Jornalista da Veja, Joice Hasselmann é acusada de plágio. (Veja.com)

A direção do SindjorPR rechaçou a atitude de Hasselmann, que se apropriou do trabalho de colegas de profissão e publicou como se fosse autora das reportagens, em seu site ‘Blog da Joice’. A jornalista, que hoje é apresentadora da Veja.com, também já teve passagens pela TV Record e pela Rádio Band News.

Veja também  Manutenção deixa milhares sem água no Baronesa

Depois de concluídas as investigações, as denúncias agora serão levadas à Comissão Nacional de Ética da Federação dos Jornalistas, que pode aplicar outras sanções. Além disso, jornalistas que foram prejudicados pela jornalista da Veja podem ainda encaminhar processos civis, já que Joice Hasselmann, além do Código de Ética, também infringiu a legislação de direito autoral.

Fonte: Fórum

Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 15

Conselho de Ética do Paraná conclui que jornalista da Veja cometeu plágio