Causas e sintomas da surdez

Causas e sintomas da surdez – A surdez, também conhecida como deficiência auditiva pode ocorrer com a perda total ou até mesmo parcial da audição, afetando dessa forma, a compreensão e também a comunicação da pessoa que sofre com esse problema. Hoje vamos falar um pouco mais sobre a surdez, o que acarreta o seu aparecimento, quais os tratamentos e tudo mais o que você precisa saber.

Causas e sintomas da surdez – O que causa a surdez?

A surdez pode acontecer de forma congênita, ou até mesmo adquirida no decorrer da vida, seja por uma predisposição genética ou até mesmo, por alguma doença que afeta diretamente o órgão.

Ao saber a causa da doença, podemos também classificar a surdez, podendo ser ela:

Surdez de condução ou transmissão: Essa acontece quando algo bloqueia a passagem de som para o ouvido externo ou médio, por causas geralmente tratáveis e curáveis, como rompimento do tímpano, acúmulo de cera, infecções de ouvido ou até mesmo tumores.Causas e sintomas da surdez

Tratamentos para a surdez

O tratamento para a surdez depende diretamente da sua causa, em alguns casos, é necessário sim a utilização de próteses auditivas ou até mesmo o implante de próteses de aparelhos eletrônicos.

Quando indicado uma prótese de aparelho auditivo, quem vai ficar responsável pela colocação e informações de utilização é o fonoaudiólogo, que vai ter todo o trabalho de adaptar e acompanhar o desenvolvimento do paciente.

Tipos de surdez

A surdez é classificada de duas formas, a surdez de condução, que é aquela que ocorre quando algo bloqueia a passagem de som para o ouvido interno, pois pode afetar o ouvido externo ou o médio, ou causas, geralmente, tratáveis ou curáveis, como rompimento do tímpano, acúmulo de cera, infecções do ouvido ou tumores, por exemplo.

A surdez também pode ser a neurossensorial, que é a causa mais comum e pode surgir devido ao comprometimento do ouvido interno, sendo que o som acaba não sendo transmitido e processado ao cérebro. Isso ocorre devido a causas como degeneração das células auditivas pela idade, exposição a sim alto de forma prolongada, doenças circulatórias, doenças metabólicas e até mesmo doenças genéticas.

Advertisement