Oposição sadia é fundamental no papel fiscalizatório

Em qualquer estado democrático, a oposição tem papel fundamental na criação de políticas públicas e impede a precarização dos serviços públicos. Afinal, a oposição é a responsável por cobrar e mostrar que algo está errado. Assim, quem está fazendo errado tem que se mexer para encontrar soluções para os problemas.

Ser de oposição não é só se declarar favorável ou contrário a um governo, já que, é possível fazer uma oposição sadia e consciente estando na base. Aliás, essa oposição vinda da base surte maior efeito dentro do governo, pois tem mais voz e acesso.

Infelizmente, há um certo comodismo por parte daqueles que deveriam fazer essa oposição sadia, pois é bem mais fácil não se declarar contrário a nada e manter as benesses vindas do governo, seja ele em âmbito federal, estadual ou municipal.

“O pluralismo político é condição essencial de aprendizagem da humildade, sempre difícil para quem exerce o poder, e também garantia de fiscalização atenta para quem é governado.” Francisco Sá Carneiro

A hegemonia é burra, não pensa no povo. Quem opta por seguir a linha de querer estar sempre bem com o governo se afasta do povo, pois opera com uma única finalidade: atender os desejos daquele que “manda” e estes desejos nem sempre vão de encontro com os anseios da população.

Vale lembrar que o fiscal dos “fiscalizadores” é o povo. E este deve ter consciência e não se vender por uma bola, jogo de camisa, cesta básica, remédio ou exame médico.

Deixe uma resposta